Pular para conteudo principal

Notícias

Assembleia entrega Comenda Verde ao Comitê de Energia Renovável do Semiárido

Publicado em 7 de setembro de 2018

060918 - Comenda Verde a ambientalistas - ©nyll pereira - 01A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) realizou, nesta quinta-feira (6), uma Sessão Solene para conceder a Comenda Verde ao Comitê de Energia Renovável do Semiárido (Cersa), que tem atuado em defesa ações em defesa do meio ambiente. A comenda foi proposta pelo deputado Jeová Campos, aprovada no dia 23 de maio deste ano.

Os homenageados com a Comenda Verde da Assembleia Legislativa foram Walmeran Trindade, coordenador do grupo técnico do Cersa; César Nóbrega, coordenador-geral do Cersa; e Heitor Scalambrini, coordenador do Projeto Semiárido Solar.

Na ocasião, o deputado Jeová Campos destacou a importância do trabalho desenvolvido pelos homenageados como uma grande alternativa a projetos que promovem a devastação do meio ambiente. “Os três homenageados se juntam e começam a arregimentar pessoas para dialogar com uma pauta que não é nordestina, que não é apenas sertaneja, mas universal, transversal, em um momento de mudanças climáticas profundas”, disse, fazendo referência à importância do projeto para o meio ambiente.

060918 - Comenda Verde a ambientalistas - ©nyll pereira - 11“A decisão de criar o Comitê de Energia Renovável do Semiárido por Walmeran , César e Heitor foi sábia e, acima de tudo, oportuna, sendo os primeiros a dar esse passo na produção de energia entre os pequenos, já que a produção de energia sempre foi uma atividade de grandes estruturas econômicas, nunca tendo sido como algo possível por pessoas simples”, prosseguiu Jeová Campos.

Para o professor Walmeran Trindade, a Comenda Verde da Assembleia Legislativa é um estímulo a um grupo de pessoas responsáveis pelo trabalho de energia renovável desenvolvido no Semiárido paraibano. “É uma grande alegria receber essa homenagem, que é para todo um grupo que se preocupa diariamente com as mudanças climáticas, com a questão das energias fósseis que estão alimentando o aquecimento global”, disse, destacando que o Cersa tem como objetivo aproveitar o potencial da energia solar do Semiárido.

Já César Nóbrega, coordenador-geral do Cersa, afirmou que a homenagem estimula o trabalho de um grupo de pessoas que há quatro anos sonha com outro Sertão. “É o Sertão do bem viver, respeitando a natureza, respeitando as pessoas, construindo um mundo diferente, dialogando com a sociedade um plano energético para a Paraíba”, comentou.

060918 - Comenda Verde a ambientalistas - ©nyll pereira - 14O coordenador do Projeto Semiárido Solar, que integra também o Cersa, disse que a grande façanha do Comitê foi levar a discussão de fontes alternativas de energia a comunidades pobres e a movimentos sociais. “É fundamental que seja discussão seja realizada por toda a sociedade, para que tenhamos condições de construir um mundo melhor, respeitando a natureza, promovendo condições de desenvolvimento sustentável”, finalizou.

Cersa – Criado há quatro anos, o Comitê de Energia Renovável do Semiárido tem investido em energia solar fotovoltaica. Para isso, desenvolve projetos em vários municípios do Semiárido paraibano, a exemplo de Sousa, Cajazeiras e São Bento.

O objetivo do Comitê é investir em fontes de energia que não causem impactos ambientais, como a instalação de parques eólicos por grupos estrangeiros, que alteram o sistema natural, provocando principalmente a morte de aves.

Multimídia

Imagens em alta resolução

060918 - Comenda Verde a ambientalistas - ©nyll pereira - 01 060918 - Comenda Verde a ambientalistas - ©nyll pereira - 11 060918 - Comenda Verde a ambientalistas - ©nyll pereira - 14
≪ Voltar para a Agência de Notícias