Pular para conteudo principal

Notícias

ALPB inicia programa para incentivar funcionários a deixar de fumar

Publicado em 15 de maio de 2019 às 14:23

WhatsApp Image 2019-05-15 at 2.50.50 PMA Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), através da Divisão de Psicologia e do Setor Médico da Casa, resolveu aderir a lutra contra o tabagismo com o objetivo de incentivar práticas de hábitos saudáveis, diminuir e prevenir doenças decorrentes do cigarro. O tratamento será direcionado aos funcionários e será realizado por meio de suporte psicológico e terapias. Os encontros vão acontecer todas as quartas-feiras, das 10h00 às 11h00. Os servidores interessados já podem procurar o setor responsável.

A diretora da Divisão de Psicologia, Durvalina Rodrigues, destaca que o tratamento é fundamental para que os fumantes possam deixar o vício. Ela explica que os participantes do programa vão se encontrar semanalmente para receber auxílio psicológico e incentivo.

“Os profissionais vão estimular, auxiliar e tratar os usuários na luta contra o tabagismo. Esse será o nosso segundo grupo formado na Casa. O trabalho será feito em conjunto com o setor médico e a pessoa que se inscrever deve estar determinada a deixar o uso do cigarro”, explicou o psicóloga.

WhatsApp Image 2019-05-15 at 2.50.49 PMA especialista em tabagismo, a psicóloga Juliana Moraes, afirmou que os tabagistas terão acesso a informações, através de cartilha e outros materiais que serão distribuídos, reuniões de apoio, consultas para acompanhamento da saúde e acompanhamento psicológico. Ela acrescentou que os pacientes vão ganhando confiança, durante o tratamento, e se engajam cada vez mais nas ações.

“Vamos conversar sobre a importância e os benefícios de deixar o cigarro, além da perspectiva para uma nova vida sem cigarro”, disse Juliana Moraes.

Os interessados devem levar os documentos e o número da matrícula para o setor Médico da Casa. Segundo a psicóloga, os dependentes do tabaco que desejam parar de fumar encontrarão nos centros o apoio indispensável para o tratamento. “Muitos dos fumantes querem desesperadamente parar de fumar, mas desistem pela falta de estímulo. O fumante pode ficar dependente da nicotina, que provoca uma série de doenças graves e fatais, como vários tipos câncer e complicações cardiorrespiratórias”, destacou Juliana Moraes.